quinta-feira, 8 de fevereiro de 2007

Sem farinha



Resolvi fazer essa receita de bolo de coco sem farinha na versão individual. Eu gosto muito desse bolinho e tive uma super vontade de fazê-lo ontem de tarde. Mas, não sei por quê, aqui em casa é difícil ter pacotes de coco ralado. Sempre que eu procuro um, ou não tem, ou está na metade. No caso de ontem, foi a segunda opção. Resolvi, então, fazer um quarto da receita. Esse é mais um dos práticos bolo de liquidificador. Mas, como era uma versão reduzida, bati à mão, vigorosamente. Como a medida foi mais ou menos no olho, achei que tinha mais coco do que deveria. Para o bolo nao ficar seco, molhei com um pouco de leite cada bolinho, assim que saíram do forno. Ficaram ótimos! Não é nada mirabolante, obviamente, é super fácil de fazer. Eu costumo dizer que é um beijinho de forno. Um quarto de receita rendeu a umas 4 forminhas: um para cada membro da família! Na foto só tem 3 porqu eu já tinha atacado um :P
Vou colocar a receita original.

2 latas de leite condensado (eu uso sempre e sempre leite moça)

6 ovos

200g de coco ralado

1 CS de fermento em pó

Bate tudo no liquidificador. Eu prefiro misturar o fermento depois de bater os outros ingredientes. Coloca em uma forma pequena (ou em forminhas) untada e povilhada. Assa até ficar coradinha ou, como todos sabem, até enfiar um palito e este sair limpo.

Vale a pena fazer num domingo de tarde!
Até mais!

4 comentários:

Cris disse...

Oi Carla, parabéns pelo blog! Fiquei feliz de saber que faço parte de sua lista! Eu já fiz meia receita deste bolo uma vez, é um sucesso.

Cinara disse...

Que receita simples e gostosa, Carla! Como minha amiga Cris aqui em cima, pretendo fazer meia receita. Só não tenho essas forminhas com furinho no meio, super fofas! ;o)

Carla Ventura disse...

Cris e Cinara, eu faço meia receita quando é só pros 4 aqui de casa comermos.
~Eu adoro essas forminhas, também! Nessas feirinhas e mercados da cidade sempre tem!

Silvia disse...

vc é muito fofa, amigam. nossa, e os seus comentários no fim são tão poéticos e divinamente fofos..."bom para um fim de tarde". até imagino como deve ser bom mesmo, com um cafézinho....
bjocas