domingo, 25 de fevereiro de 2007

Cachorro quente de forno



Já faz um tempinho que fiz essa receita, mas andei testando tanta coisa que acabei adiando a postagem. Essa também é das antigas na minha casa. Mas há muitos anos que não fazíamos. Não me perguntem por quê. Cachorro-quente não está entre minhas comidas preferidas. Mas nessa versão "de forno", eu gosto muito, muito mesmo. Deve ser por causa da massa, que tem aquele jeito de pão caseiro. E eu adoro pães. Pensei que seria bom experimentar a massa da torta salgada deliciosa da Akemi. Deve ficar ótimo, né?

Depois eu fiquei pensando em um jeito de incluir batata palha na receita, mas imagino que dentro da massa ela perderia a crocância. E em cima, acho que queimaria. Alguém tem um palpite a respeito? Espero que experimentem. Cai muito bem no lanche da noite. Até mais!


2 ovos
1 tablete de margarina (como a receita é antiga, não sei mais o que isso queria dizer e usei cerca de 100g de margarina)
2 CS de açúcar
45g fermento para pão
1 copo de leite morno
1cc de sal
500g farinha de trigo

Provavelmente eu, há uns 10 anos, digitei a receita. Por isso faltavam muitas informações. Então, fiz da seguinte forma: Bati no liquidificador os ovos, açúcar, margarina, leite morno. Em uma vasinha, misturei trigo e sal. Abri um buraco no meio onde coloquei o fermento. Derramei a mistura líquida e dissolvi primeiro o fermento. Depois comecei a misturar o trigo aos poucos, até soltar da mão. A massa tem q descansar. Como é com fermento biológico, fica uns 30 minutos.
O recheio é aquele básico de cachorro-quente. Refoga cebola, tomate, pimentao picadinhos com margarina. Coloca um pouco de catchup, água e acerta o sal. Corta as salsichas (já aferventadas)em rodelas e mistura no molho.

Para montar, abre metade da massa e forra um pirex ou forma untada. Agora o recheio frio e a outra metade da massa. Pincela com gema e, se quiser, coloca orégano. Forno até dourar.

5 comentários:

Silvia disse...

bem melhor e mais saudável que aquele cachorro quente do ceub..hahahaha.
salsicha é um problema sério, né. como diz meu sábio pai "salsicha é bom, pena que é salsicha". ele tem razão...
=* muahh

Pri disse...

Nossa Carla...
A cara tá ótima... dá vontade de morder a tela! Pena que é humanamente impossível... hihihi!
Acho que não tem como ficar melhor!
Também amo tortinhas com esta massa fofa de pão!
Bjinhos... :oP

Agdah disse...

Menina, que legal esse CQ de forno. Talvez vç deva só serví-lo acompanhado da batata, já parece tão bom assim do jeito que tá...

Lili disse...

eeeeeeee, que delícia!!!!!
Agora chega de só ficar vendo fotos. Bora logo marcar o em casa misto para provar todas essas gostosuras!
bjão
Lili

Carla Ventura disse...

sil, bem melhor eu não sei, mas mais saudável sim! Deu até saudade daqueles intervalos nas barraquinhas do ceub.

oi, pri! Essa massa é realmente muito boa e fofa.

pois é, acho q o lugar das batatas é de acompanhamento mesmo.

Ei, dona Lili! Quase não me visita e só quer saber de comer. Vou fazer só receita com leite :P