sábado, 17 de março de 2007

Eis a massa!


Essa é a massa de pastel usado para o rocambole. É a marca que a gente mais compra aqui em casa. Acho que nem é por preferência, é pela maior freqüência na prateleira. Agora eu descobri, o nome é Germana, como vocês podem ler.
O post é especial para Luna e Agdá! Espero que encontrem, experimentem!
Até mais!

4 comentários:

lunalestrie disse...

Eita, essa eu nunca vi, mas vou dar uma passada em um mercado hoje que pode ter. Eu simplesmente fiquei morrendo de vontade dos Lloyd-Jones!!! :)

Jady disse...

Olá Carla...

1. Cheguei aqui enquanto procurava "molho para Yakissoba".

2. Se você não se importar, eu vou te linkar no meu blog porque gostei e pretendo voltar ;-) Mas não se sinta na obrigação de fazer o mesmo ok!

3. Eu também ADORO cozinhar, não para mim, mas para as outras pessoas. E, devo admitir que, quanto menos light, melhor. Só que de uns 4 anos pra cá que não exercito essa habilidade. Todos na minha casa estão sempre metidos em algum tipo de dieta e aí, algumas coisas essenciais para essas maravilhas ficam de fora da lista de compras. Sem contar que, quando você abre a geladeira aqui, só vê "mato".

4. Vi que você está na onda do pão e tem um que aprendi com uma amiga de SAlvador que, além de fácil, é estupidamente gostoso. Anota aí:

2 ovos
1 copo (americano) de leite
1/2 xícara de óleo
2 colheres (sopa) açúcar
1 colher (chá) de sal
3 colheres (sopa) de queijo parmesão ralado
1 pacote de fermento granulado para pão
2 copos (americano) de trigo

Basta jogar tudo no liquidificador e, quando tiver tudo misturado, colocar em uma forma para bolo inglês, untada, com o recheio que você quiser, deixar crescer por 1 hora e, depois, levar ao forno médio, pré-aquecido, até dourar. Mais ou menos 5 minutos antes de retirar do forno, pincele manteiga e polvilhe queijo ralado. Fica TUDO.

Dois recheios que eu recomendo são o de mussarela e presunto (metade de massa, recheio, metade da massa), ou o de calabresa que eu corto em pequenos cubinhos e asso com cebola ralada em uma anti-aderente e misturo à massa antes de colocá-la pra descansar.

5. Virei cativa ;-)

Beijos e até mais.

Agdah disse...

Carlinha, darling!

Esse daí nunca vi lá por Salvador, não. Mas mesmo assim, vou escarafunchar os supermercados que têm coisas diferentes pra ver se acho e se quem sabe Germana já deu ar de sua graça na Bahia. Mas eu acho que não vai ser agora que Lloyd-Jones vai para a mesa baiana. Obrigada pelo post.

Carla Ventura disse...

Luna e Agdah, espero que vcs encontrem!

Jady, seja bem-vinda! Pode linkar sem problemas! Obrigada pela receita e passe por aqui sempre :)